Perguntas e respostas sobre citação traduzida

Uma citação traduzida é quando você utiliza o conteúdo de um documento que está em outro idioma que não seja o português.

De acordo com a ABNT, quando fazemos isso de forma direta, ou seja, uma cópia literal, precisamos sinalizar que fomos nós que transformamos esse conteúdo.

Este post traz perguntas e respostas sobre o assunto. Se ainda te restar alguma dúvida, coloque nos comentários que eu ajudo!

Em que casos preciso informar que a citação foi traduzida?

Apenas quando for citação direta, ou seja, cópia literal.

Isso independe se for a citação com até 3 linhas inserida no meio do texto, ou se for a citação com mais de 3 linhas que pede o recuo de 4cm da margem esquerda.

Se fiz paráfrase ou escrevi com as minhas próprias palavras, preciso informar que a informação veio de outro idioma?

Nesse caso não. Citações indiretas não precisam dessa sinalização de tradução.

Como faço corretamente a sinalização de tradução?

Você precisa colocar a informação tradução nossa após o número na página, como nos exemplos abaixo:

Becker (1999, p. 2, tradução nossa) ou (BECKER, 1999, p. 2, tradução nossa).

Preciso colocar o trecho original em nota de rodapé?

Não existe nenhuma regra que obrigue isso.

Costumo dizer que depende muito do tipo de texto com o qual você está trabalhando.

As pessoas geralmente colocam em nota quando há algum sentido no original que se perde durante a tradução. Dessa forma, acaba indo dos dois jeitos para o trabalho, tanto a original, quanto a tradução.

Vai alguma sinalização de tradução na referência?

Nesse caso não, porque estamos falando de um documento que está inteiro em outro idioma, do qual você pegou apenas uma partezinha e traduziu para inserir no seu trabalho e facilitar a leitura.

A referência você faz normal, seguindo o que a norma manda para cada tipo de documento (livro, artigo, etc.)